Fundação HEMOPE Fundação HEMOPE

Pesquisar

Quero Ser Doador

Conheça os diferentes tipo de doação.

Etapas da Doação

A Doação dura cerca de uma hora e meia e é realizada em local planejado, para segurança do doador.




1. Recepção e registro

O doador é cadastrado no Hemope, com base na apresentação de documento oficial de identificação com foto (carteira identidade, CPTS, Carteira Nacional de Habilitação, etc.).

2. Triagem clínica

Após o cadastro, o doador é orientado a se dirigir a um local onde são aferidos os sinais vitais, a Pré-triagem aonde são checados o pulso, pressão e temperatura, conferidos peso e altura e realizado teste de anemia (taxa de hemoglobina e hematócrito). Com base nos resultados, o triagista avaliará, durante uma entrevista, se o candidato tem condições de efetuar a doação sem que ela lhe traga algum prejuízo ou problemas ao receptor. Se o doador não tiver condições para doar, o triagista irá lhe explicar o motivo da inaptidão e se esta situação é temporária ou definitiva. Se o doador estiver apto para doar, assinará um termo de consentimento e será encaminhado para a sala de coleta, tomar um líquido para reforçar a hidratação..

3. Coleta do sangue

É realizada por profissionais de saúde treinados, e o material utilizado é de uso único, estéril e descartável. A cada doação, é coletada uma bolsa de sangue de aproximadamente 450 ml. Antes e ao final da doação, é obrigatória a oferta de uma hidratação adequada ao doador.

4. Fracionamento do sangue

Os componentes do sangue são separados - glóbulos vermelhos, plasma e plaquetas. Esse processo permite que dois ou mais pacientes sejam atendidos com uma única doação, recebendo apenas o componente sanguíneo necessário ao seu tratamento.

5. Exames laboratoriais

Ao mesmo tempo, o sangue doado é testado no laboratório do Hemope, para identificar possíveis portadores de sífilis, doença de Chagas, hepatites B e C, Aids e HTLV I e II, além da classificação sanguínea e do fator Rh.

6. Liberação do sangue

O sangue só é liberado quando todos os exames sorológicos estão negativos. Quando algum teste dá alterado, é enviada correspondência para a residência do doador, solicitando o seu comparecimento ao Hemope para receber orientação médica e coletar nova amostra de sangue. Resultados reagentes nos testes podem ocorrer por vários motivos, não significando, necessariamente, que exista alguma doença.

ATENÇÃO!!!

É bom lembrar que não se deve doar sangue para fazer exames, uma vez que o objetivo da doação de sangue é salvar vidas, e deve-se proteger o paciente para que ele não adquira outra doença na transfusão.

Pessoas interessadas em avaliar suas condições gerais de saúde ou esclarecer sintomas, devem procurar atendimento médico nos postos de saúde ou com seus médicos assistentes.

Pessoas que estiveram expostas a situações de risco acrescido para aquisição de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) deverão procurar atendimento médico a fim de avaliar os sintomas ou receios e para verificar se serão necessários exames complementares ou apenas acompanhamento.

Além disso, existem locais onde é possível realizar exames para pesquisa de doenças sexualmente transmissíveis (DST), gratuita e sigilosamente: os Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA).

Consulte os endereços dos CTA de todo o Brasil ou mais informações podem ser obtidas pelo e-mail cta@aids.gov.br

RUA JOAQUIM NABUCO, 171 - CEP 52.011-900 - GRAÇAS, RECIFE
(0xx) 81 3182-4600 - 3182-4780 ou Disque Doação 0800-081-1535
Funcionamento Administrativo: segunda à sexta das 7h30 às 17h30
Horário para Doação: segunda a sábado (inclusive Feriados) das 7h15 às 18h30