Fundação HEMOPE Fundação HEMOPE

Pesquisar

Notícias

Contato

Notícias

PAIS DE FILHOS AUTISTAS DOAM SANGUE PARA COMEMORAR O DIA INTERNACIONAL DO AUTISMO

02/04/2018

 O Dia Internacional de Conscientização do Autismo, 2 de abril, foi comemorado hoje pelos Super Pais de filhos autistas no  Hemocentro Recife. Por essa causa eles fizerem uma homenagem especial  doando sangue.  A ação que contou com cerca de 15 pais se estenderá durante todo o dia. 

 O Super Pai Diego Petrúcio esclareceu que além de um dia de conscientização à causa do autismo, eles abraçam  também o  compromisso com a doação de sangue que precisa de maior conscientização com a  sociedade. “Nós sempre vemos o Hemope fazendo campanhas sobre a doação e a gente não poderia ficar de fora dessa campanha”, continua Petrúcio, “então resolvemos compartilhar o nosso dia do Autismo com essa luta”, ressaltou.

 Este grupo de pais , segundo Rosa Júlia, mãe de um autista não é uma associação, e sim,  um  grupo onde cada um da suporte e apoio a outro pai de uma criança autista “ Júlia explica que os pais mais antigos ajudam os  que descobriram recentemente o autismo em seus filhos. Então é um grupo de apoio, um ajuda o outro.  “Júlia declara  ainda que é uma super Mãe. Vim com meu esposo  para fazer a doação, como ele não pode doar, eu estou doando”, pontuou.

 Durante todo o dia, informou Gustavo Ferraz, outro Super Pai, “os pais vão vir ao Hemope para doar sangue”. Ele informou  que “Os Super Pais” é composto por 96 pessoas. Além disso, divulgamos a ação para outros grupos envolvidos com o autismo que também irão estar presentes nessa manisfestação de solidariedade.

Gustavo Ferraz, mais um Super Pai, pede  que as pessoas venham ao Hemope para tentar ajudar ao próximo e que  venham  nesta ocasião,  vestidos] de  azul, para mobilizar a população no  Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

Ferraz esclarece que o autismo é uma doença que está presente em uma em cada 68 crianças nascidas nos Estados Unidos. "É um dado alarmante! No Brasil ainda não temos dados.  Precisamos mobilizar a população,  pois as terapias estão defasadas e  as pessoas precisam conhecer como é o autismo, uma vez que  existem vários níveis desse transtorno na saúde.  “A gente quer inclusão na sociedade. Não queremos que eles sejam marginalizados”, finalizou.  

Todas as notícias
RUA JOAQUIM NABUCO, 171 - CEP 52.011-900 - GRAÇAS, RECIFE
(0xx) 81 3182-4600 - 3182-4780 ou Disque Doação 0800-081-1535
Funcionamento Administrativo: segunda à sexta das 7h30 às 17h30
Horário para Doação: segunda a sábado (inclusive Feriados) das 7h15 às 18h30